sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

DIVINDADE SAMBA KALUNGA ...

SAMBA KALUNGA/KUKUETU
Divindade das grandes águas, isto é, dos mares e oceanos, tida segundo a visão afro Bantu como o útero do planeta, gerador de todas as espécies, inclusive a raça humana...
Exerce fortes influências sobre a fauna e flora marinha!
Considerada uma grande mãe poderosa dos seres e de inúmeras outras Divindades, governando com sabedoria o seu vasto reino de águas salgadas, onde outras Divindades da cultura e tradição religiosa Bantu, também reinam nesse universo marinho, cada uma dessas Divindades governam em campos diferentes e individuais. Divindades que atuam na superfície, outras nas profundezas, outras sobre as ondas, outras na beira da praia, outras no equilíbrio do sal e etc...
Essa Divindade é considerada o útero do planeta, pois no principio da criação tudo era água e bem depois surgiu a terra e as bactérias que deram inicio a vida do planeta. Primeiro a flora e depois a fauna e num processo evolutivo através do animal, bilhões de anos depois, surgiu o homem. A maior prova de tudo isso é, se fizermos um teste de DNA em um fio de nosso cabelo, encontraremos os elementos da natureza em nosso corpo..... Água, cálcio, sal, ferro, fósforo, potássio e etc...
Isso comprova, que nossa formação também é oriunda da natureza, essa natureza que é a essência e alicerce do planeta criado por Deus (Nzambi Mpungu).

SAMBA KALUNGA detém o nobre título de MAM’ETU MAZA MA MÚNGUA, que quer dizer: Nossa mãe da água salgada.
Essa Divindade Bantu é muito comparada erroneamente, ao Orisá Iemonjá dos povos Nagô Yorubá.
Suas filhas são empreendedoras, dinâmicas, belas e inteligentes, expandindo simpatia e amor sem discriminações a ricos ou pobres.
Essa Divindade atua de forma precisa na glândula pineal dos seres humanos.

Uma de suas saudações: KIUÁ KUKUETU, MAM’ETU IA MAZA MÚNGUA, KIUÁ!

Nenhum comentário: